Tal qual a TIM, a OI , a Globo e o Airbnb agora o Itaú também tem sua tipografia personalizada. Esse movimento, ao que tudo indica, está diretamente ligado com a inevitável “digitalização” da presença de marcas, produtos e serviços, para adequação às novas mídias.

Seja como for, com a nova fonte o banco pretende não só proporcionar uma melhor experiência digital da marca a seus usuários, mas também modernizar sua aplicação nas mídias offline mantendo todo seu portfolio de comunicação devidamente alinhado em todos os pontos de contato com o cliente.

A nova tipografia foi batizada com o mesmo nome do banco, e tem como inspiração inicial a fonte Myriad, porém, de acordo com a instituição, ela é 43% mais leve.

A Itaú começou a ser utilizada internamente no ano passado, e hoje já chegou ao público final.

Foram mais de 154 arquivos de fonte criados e mais de 1.200 testes envolvendo análise quantitativa, associação implícita e semiótica para teste de legibilidade durante 10 meses de trabalho.

Segundo explicou Alexander Guazzelli, superintendente de design do Itaú, “Prezamos por criar algo que transmitisse alta legibilidade, eficiência e redução de peso, sem perder os atributos que a fonte atual (Myriad) agrega para a marca, como proximidade, leveza e dinamismo”.

A criação é da área de design do Itaú, em parceria com o escritório inglês Dalton Maag.

Assista ao vídeo

Author

vborges

Leave a Comment

Your email address will not be published. Marked fields are required.